terça-feira, 8 de agosto de 2017

Açorda alentejana


Fotografia dos anos 50 do séc. XX, arredores de Montemor-o-novo. Pastor comendo (uma açorda?) directamente do seu tarro de cortiça…
A açorda, julgo que sabem os mais avisados, é uma comezaina de ganhão, tradicional “prato” pobre inventado por gente pobre que trabalhava de sol a sol, portanto, algo com respeitável e penosa carga histórica sobre a deficiente nutrição e o ancestral subdesenvolvimento, em que andou mergulhada durante séculos a terra transtagana. 
Sem dúvida, sem dúvida! 
Durante séculos, a açorda foi quase o único sustento dos braços dos camponeses, explorados de sol a sol nestes campos do latifúndio!
Texto adaptado do blogue : https://aviagemdosargonautas.net/