domingo, 16 de julho de 2017

Quando Tróia era do Povo...







Há muito ....muito tempo eu até ia á praia....
Hoje confesso que me cansa, porque não sei nadar e estar deitada ao sol sem nada para fazer deixa-me enervada! Mas adoro o mar !!!
No entanto recordo os tempos de adolescente! Havia um autocarro que partia de Évora e apanhava quem tivesse comprado os bilhetes previamente, até quinta feira!
Era engraçado porque por vezes nesse domingo chovia, mas a viagem estava paga e lá íamos!
Nesse tempo comia-se bem na praia! Um grande farnel era levado de casa,que podia incluir arroz de tomate com jaquinzinhos fritos ou até pimentos com feijão frade!..
Troia era praia de pobres!
E os bronzeados custavam a dar sinal de vida! Só de 8 em 8 dias não dava para muito!
E o que nós andávamos até chegar perto de água ????

Carregados com os sacos de comida e todo o material! Por vezes até uma manta, pois adivinhava-se temporal!
Uma vez levámos um grande melão! Pesava tanto!  E não o comemos!...
Inteligentes !!! Veio a ser comido no quintal de casa após a chegada!
E os fatos de banho???
O meu marido (namorado na época)  dizia que o meu nunca iria perder a cor!!!  Verdade!...

Ainda o tenho bem azulinho, sempre na moda! Com pouco uso ....e sem ir ao sal!
Mas pensando bem isto era engraçado!
Hoje as praias dos pobres viraram moda e temos outro tipo de visitantes!
Mas já foram nossas .......há muito......muito tempo.....éramos nós adolescentes......


Crónica da autoria da nossa comadre amiga Lucília Rasteiro.

Fotos retiradas da internet.